fbpx

O esporte ensina uma lição fundamental: o processo vale mais que a grande meta.

A grande conquista é construída pelos pequenos esforços diários.

Um nadador pode passar meses aprimorando a posição em que sua cabeça sai da água na hora de respirar.

Um lutador de Jiu-jitsu passa anos repetindo os mesmos movimentos básicos de uma passagem de guarda.

Um corredor só se torna maratonista conquistando cada novo quilômetro, cumprindo várias planilhas semanais de treino, e participando de muitas provas mais curtas.

Eles não passam tempo demais pensando na glória e na medalha ao final do caminho.

A mente e o corpo do atleta são talhados pela prática diária.

A meta de Michael Phelps, maior medalhista olímpico da História, sempre foi baixar seus tempos e quebrar recordes, nunca ganhar mais medalhas. Suas muitas medalhas foram resultado da excelência em repetir esse ciclo.

A energia do atleta está, sobretudo, concentrada aqui e agora.

É preciso corrigir no treino seguinte o que deu errado hoje.

É preciso focar em cada pequeno aprimoramento.

A melhoria da postura, o domínio de um novo movimento.

É preciso cuidar de si para não ter uma lesão.

É preciso acordar antes dos demais, e treinar quando não se tem vontade.

Cada noite de sono e cada refeição saudável contam.

Um atleta foca em desenvolver um sistema correto de hábitos e dar apenas o próximo passo.

Não há tempo para ficar idealizando um futuro distante. 

É preciso estar presente.

Cada um de nós avança quando aprende que a menor das ações vale mais que a maior das intenções.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Melhorar um pouco a cada dia e dar o próximo passo.